Museus

Museu Antônio Parreiras

Foi criado em 1819, para preservar e divulgar a obra do pintor niteroiense Antônio Parreiras. O museu inclui uma casa, um atelier com exposição permanente de significativo acervo sobre a arte nacional e estrangeira, com diferentes tendências estéticas.

Rua Tiradentes, 47 – Ingá, Niterói

Telefones: 2717 1000 / 2717 1414

Solar do Jambeiro

Construído em 1872 pelo rico português Bento Joaquim Alves Pereira, o Solar é um exemplar da arquitetura residencial urbana do Século XIX. Em 1892, foi adquirido pelo diplomata dinamarquês Georg Christian Bartholdy, que, em 1920, passou a morar no local. Foi tombado pelo IPHAN  em 1974.

Museu de Arqueologia de Itaipu – MAI

O Museu de Arqueologia de Itaipu tem como objetivo principal o desenvolvimento de um programa educativo-cultural voltado para as escolas e a comunidade local, através da divulgação de material arqueológico pré-histórico. Seu acervo é composto por objetos testemunhos dos povos que viveram na região antes de 1500 e traduzem elementos de sua cultura material. São machados de pedra, pontas de ossos, lascas de quartzo com variadas funções, polidores, peças de cerâmicas e conchas provenientes dos sítios arqueológicos do litoral fluminense. Boa parte dessa coleção foi doada ao Museu pelo antigo agente federal de fiscalização de pesca e arqueólogo amador, Hildo de Mello Ribeiro, que viveu em Itaipu por cerca de 20 anos.

Aberto ao público pela primeira vez, em 1977, o Museu dispõe de sala para exposição de material arqueológico e espaço para exposições temporárias e eventos na antiga Capelinha do Recolhimento. As visitas guiadas, dirigidas em especial a estudantes do pré-escolar e do 1º grau, devem ser marcadas com antecedência na secretaria do Museu.

Praça de Itaipu, s/n – Itaipu, Niterói

Tels.: 3701.2994 / 3701.2966

Visitação: De Segunda à Sexta, das 10h às 17h. Sábado e Feriado, das 9h às 16h. Visita orientada deve ser marcada com 1 semana de antecedência.

Ingresso: R$ 2,00 Estudante paga meia e idosos a entrada é gratuita.

Museu de Arte Sacra

Situado no salão Nobre da Igreja Nossa Senhora da Conceição da Cidade, funciona em horário experimental, no primeiro domingo de cada mês. Possui rico acervo de valor histórico e religioso, como uma Pia Batismal em mármore do século XVIII, pratarias do século XIX, imagens de arte imaginária dos santos esculpidas em madeira do século XIX, entre outros.

A peça de maior importância é um Relicário do século XVIII, com fragmentos da Cruz de Cristo, o que contempla a cidade de Niterói com grande louvor. Na Sexta-Feira da Paixão, o Relicário sai para veneração.

Rua da Conceição, 216 – Centro

Tel.: 2717-0154

1° Domingo do mês, das 9:00 às 11:00 horas

Entrada Gratuita

Museu Janete Costa

O Museu Janete Costa de Arte Popular proporciona e amplia a divulgação da cultura popular brasileira. Situado em dois sobrados do século XIX, com fachadas tipicamente neo-clássicas, o Museu leva o nome de uma das maiores pesquisadoras e especialistas em arte popular brasileira, que viveu parte de sua vida na cidade.

Rua Presidente Domiciano, 178 – Ingá

Tel.: 2705-3929

Entrada Gratuita

Museu de Arte Contemporânea – MAC

O Museu de Arte Contemporânea (MAC), inaugurado em 2 de setembro de 1996, é o atual símbolo da cidade de Niterói. A forma futurista criada por Niemeyer tornou-se um marco da arquitetura moderna mundial, sendo considerada uma das sete maravilhas do Mundo em museus pela mídia especializada.
A forma do MAC lembra uma flor, ou uma nave espacial, flutuando sobre uma pedra que avança para o mar. Construído com um espelho d’água ao seu redor, ele ganha ainda mais leveza, e sua grande rampa externa de concreto, com piso vermelho, conduz o visitante aos pavimentos superiores do Museu, com vista panorâmica de 360 graus para a Baía de Guanabara e as cidades do Rio de Janeiro e de Niterói. O MAC abriga a Coleção João Sattamini, uma das mais importantes coleções de arte contemporânea do país.

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

 Mirante da Boa Viagem, s/nº – Boa Viagem, Niterói

 Tel.: +55 (21) 2620-2400 / 2620-2481

 Visitação:

Espaço Expositivo: terça a domingo: de 10h às 18h

Pátio: diariamente: de 08h às 19

A bilheteria encerrará suas atividades 15 minutos antes do horário de fechamento do espaço expositivo para mais informações, visite: http://www.macniteroi.com.br/

 Inteira: R$ 12,00

Meia – entrada: R$6,00 – Estudantes da rede particular de ensino, universitários e adultos acima de 60 anos – Professores, mediante apresentação da carteira profissional ou contra-cheque

Entrada Franca:

– Crianças abaixo de 7 anos.

– Moradores de Niterói mediante apresentação do comprovante de residência;

– Estudantes da rede pública de ensino (níveis fundamental e médio). Sendo necessária a apresentação de ofício expedido pela instituição responsável na recepção do Museu

– Responsáveis pelos grupos de alunos, representantes da instituição de ensino de origem;

– Todo visitante que chegar no Museu de bicicleta terá entrada gratuita; – Às quartas-feiras, a entrada é franca para todos

Museu do Ingá

Construída por volta de 1860 pelo médico José Martins Rocha, o palacete foi definido como sede do governo pelo Governador Nilo Peçanha em 1904. Durante os anos seguintes, o palácio teve 43 ocupantes entre governadores interinos e interventores federais.

Com a fusão dos estados do Rio e da Guanabara, foi criada a Fundação Estadual de Museus do Rio de Janeiro, sendo o Palácio Nilo Peçanha utilizado para a implantação do Museu de Artes e Tradições Populares, inaugurado em 18 de Março de 1976 e do Museu Histórico do Estado do Rio de Janeiro, inaugurado em 23 de Março de 1977. Os dois funcionaram como unidades administrativas independentes, ocupando o mesmo espaço. Em 1991, através de decreto, passaram a constituir uma única unidade, denominada Museu de História e Arte do Estado do Rio de Janeiro.

O acervo é constituído de, aproximadamente, 4.800 peças entre mobiliário, porcelana, acessórios de indumentária, cristais, esculturas, fotografias e numismática, destacando-se peças . Possui cessão de uso da Pinacoteca Lucílio de Albuquerque com cerca de 120 obras de diversos artistas, destacando-se peças do Mestre Vitalino, Zé Caboclo, Carrancas do Guarani e esculturas de Mudinho. Entre as variadas expressões de cultura popular, destacam-se peças de indumentária e complementos de folguedos e danças folclóricas, artesanato fluminense e de outros estados, instrumentos de trabalho doméstico e rural, objetos afro-brasileiros, objetos representativos de festas populares, adornos e utensílios domésticos, brinquedos, ex-votos, literatura de cordel, artesanato indígena etc.

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Rua Presidente Pedreira, 78 – Ingá Tel.: 2717-2903 E-mail: museudoingaeducativo@gmail.com

Visitação: Visitação livre: De Quarta a Domingo, das 12:00 às 17:00 horas Feriados: Fechado Visitas Guiadas: Quartas, Quintas e Sextas das 10:00 às 17:00 horas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support