Praias de Niterói ganham placas informativas sobre a preservação da fauna marinha e aves

09/04/2021 A orla das praias da Baía de Guanabara recebeu placas informativas sobre a preservação da fauna marinha e das aves no meio ambiente. O projeto de educação ambiental é desenvolvido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Sustentabilidade (SMARHS), em parceria com a Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (Seconser) e o Projeto Aruanã, que estuda a vida das tartarugas marinhas. Nos próximos meses, a iniciativa será ampliada para a orla da Enseada de Jurujuba e praias da Região Oceânica de Niterói.

Na área da orla das praias da Baía de Guanabara, as placas trazem mensagens sobre os riscos que a tartaruga-verde corre em função do despejo irregular de lixo nas areias e como a fauna em geral, incluindo as aves, são afetadas também pela utilização do cerol e da linha chilena. Já na Enseada de Jurujuba e na Região Oceânica, as placas vão alertar para a preservação de outras espécies da fauna .

Em relação à fauna marinha, o projeto concentrou-se na tartaruga-verde, espécie sempre vista nas praias de Icaraí, São Francisco, Charitas, Gragoatá e Ponta D’Areia. O animal encontra-se em risco de extinção em função das ameaças ocasionadas pela ação humana, entre as quais o descarte irregular de resíduos dos frequentadores das praias, como embalagens, canudos, sacos e copos plásticos. Essas espécies, frequentemente, são vistas nas praias e areias da cidade e, em alguns casos, são socorridas após ficarem presas com lixo ou mesmo linhas chilenas .

Foram instaladas seis placas sobre a ameaça à tartaruga-verde nas praias da Boa Viagem, Flechas, Icaraí, São Francisco e Charitas. Uma sétima placa foi colocada na Praia de Charitas, para conscientizar sobre o impacto do uso do cerol e da linha chilena nas aves. Além de provocarem acidentes com pessoas, são muito prejudiciais aos pássaros porque eles se enroscam nas linhas e podem ter as asas dilaceradas. A maioria não sobrevive aos cortes e à queda. Charitas foi a praia escolhida para a instalação desta placa por ser um local onde pessoas costumam soltar pipa usando este tipo de material.

O secretário municipal de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Sustentabilidade, Rafael Robertson, explica que as placas trazem uma linguagem bem clara e fazem com que niteroienses e visitantes possam conhecer e avaliar o perigo que o despejo irregular de lixo nas praias causa à fauna marinha do município, além de conscientizar a população sobre os efeitos danosos ao meio ambiente .

“A proposta da Secretaria de Meio Ambiente é de que é necessário conhecer para preservar. A nossa fauna marinha, especialmente a tartaruga-verde, é muito impactada pela ação humana nas praias. Nosso objetivo é conscientizar as pessoas que frequentam a nossa orla a não despejar resíduos nas areias, já que desta forma estarão contribuindo com a preservação desta espécie, considerada em extinção. A placa sobre os perigos do cerol e da linha chilena é um apelo para que a população mantenha o seu lazer, mas com segurança, preservando as pessoas e as aves”, enfatiza Rafael Robertson.
A secretária municipal de Conservação e Serviços Públicos, Dayse Monassa, ressalta a importância do projeto para a cidade e o trabalho integrado entre as secretarias e o Aruanã para que a iniciativa se tornasse realidade .

“O projeto do Meio Ambiente conta com o apoio da Seconser na instalação das placas informativas. Teremos também outros locais a serem estudados para implantar esse tipo de plaqueamento na cidade, como o Caminho de Darwin, trilhas ecológicas e caminhos geológicos “ , conta Dayse Monassa .

A engenheira ambiental da SMARHS, Dayane Andrade da Silva Bourguignon, responsável pelo desenvolvimento do projeto, destaca que a necessidade de confecção e instalação das placas ocorreu a partir da Câmara Técnica de Fauna de Niterói, já que alguns representantes relataram os problemas ambientais vivenciados no Município em relação à fauna marinha e às aves.

E quem lida com a proteção de espécies como as tartarugas marinhas aprova o trabalho de conscientização .

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support