Secretaria Municipal de Educação conclui primeira etapa de implantação do ensino híbrido

A Secretaria Municipal de Educação e a Fundação Municipal de Educação completaram, nesta segunda-feira (10), a primeira etapa de implementação do ensino híbrido na Rede Municipal de Educação de Niterói com a reabertura de mais duas escolas. A Unidade Municipal de Educação Infantil (UMEI) Governador Eduardo Campos, em Maria Paula, iniciou as atividades com acolhimento e brincadeiras ao ar livre na Praça da Saudade, localizada em Matapaca, próximo à unidade. Já a UMEI Vinicius de Moraes, no Sapê, recepcionou os alunos com apresentação dos músicos do Projeto Aprendiz. Todos os profissionais que retomaram às atividades foram testados contra o coronavírus.

O secretário de Educação, Vinicius Wu, ressalta que a implementação do ensino híbrido nas escolas públicas de Niterói está ocorrendo de maneira gradual, com acompanhamento diário de equipes da Secretaria em cada unidade. Além da testagem de todos os profissionais envolvidos com a reabertura das escolas, todos os protocolos de segurança, como distanciamento, uso obrigatório de máscara e de álcool em gel, estão sendo seguidos.  

“Estamos muito satisfeitos com a primeira etapa de implementação do ensino híbrido. Abrimos, com muito cuidado e de forma responsável, 15 escolas da cidade, com horários e turmas reduzidas para garantir a segurança dos alunos, profissionais e seus familiares. Acompanhamos a reabertura de todas as unidades, em parceria com a Secretaria de Saúde, e estamos finalizando a organização das próximas escolas que serão reabertas”, explica o secretário.

A ocupação dos espaços públicos ao ar livre para as aulas presenciais faz parte das ações do Plano de Retomada das Aulas, divulgado em janeiro. As atividades na Praça da Saudade vão acontecer, entre os dias 10 e 14 de maio, para os alunos do turno da manhã e da tarde. Serão realizadas propostas de movimentação de corpo, relaxamento, escuta das crianças, pintura e observação da natureza. A aula de arte também será realizada no local.

De acordo com a diretora-geral da unidade, a professora Simone Valiate, a iniciativa de explorar os espaços públicos faz parte do plano local da unidade para o retorno às aulas presenciais, mas é também um eixo do projeto político-pedagógico da UMEI. O objetivo é elevar o contato das crianças com a natureza e acolher o aluno que está retornando ou iniciando o estudo presencial.  

“No ano passado, mesmo durante a pandemia, fizemos diversas formações e grupos de estudo para trilhar caminhos do trabalho político pedagógico da unidade. Independente da pandemia, queremos ‘desemparedar’ as crianças, levá-las para explorar o entorno da escola, o bairro onde vivem. Com o retorno das aulas presenciais, começamos a planejar como faríamos essa ação, conhecemos a praça e estamos ansiosos para que os alunos tenham contato com esse ambiente”, afirma a diretora.

O ensino híbrido não é obrigatório para os alunos, o ensino remoto continua sendo oferecido com aulas assíncronas. A reabertura das escolas ocorre de forma gradual, de acordo com a situação da pandemia em Niterói, seguindo protocolos rígidos de segurança. Em breve, será anunciado o cronograma de reabertura de outras escolas.

Lives – A Secretaria  Municipal de Niterói e a Fundação Municipal de Educação inauguram o Laboratório de Mídias Educativas de Niterói (eLab) nesta terça-feira (11), às 10h, em transmissão no Facebook da Educação Niterói. No mesmo dia, serão promovidas duas palestras virtuais. Em parceria com o Memorial Roberto Silveira, será realizada a palestra “Ensino de Língua Portuguesa: uma abordagem interdisciplinar”, em  comemoração ao Dia Internacional da Língua Portuguesa, que foi celebrado no dia 5 de maio. A live será realizada às 17h, na página da Educação de Niterói (https://www.facebook.com/educacaonit/),  com a professora Dra Leonor Werneck, titular na cadeira de Língua Portuguesa da UFRJ, e mediação da professora de Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa da Rede Municipal de Educação, Mônica Spitz Garcia.

A segunda palestra, “Reflexões sobre Democracia Racial: o não-dito racista”, tem o intuito de tratar questões políticas e raciais presentes na sociedade. Organizada pela Biblioteca Popular Municipal Cora Coralina, o encontro será realizado pelo Google Meet (https://meet.google.com/tam-qvam-qrj) a partir das 18h. O convidado palestrante é o professor de Ciências Biológicas da Rede Municipal de Educação de Magé, Salomão Alves, especialista em Construindo a Inclusão em Educação pela UFRJ.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support