Prefeitura de Niterói adere à campanha Busca Ativa Escolar do Unicef

Programa vai identificar e mapear crianças e adolescentes do município que não estejam estudando, além de auxiliar na implementação de políticas públicas que promovam a inclusão de alunos

A Prefeitura de Niterói aderiu à campanha Busca Ativa Escolar do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), que tem como objetivo combater a evasão e o abandono escolar. O prefeito Axel Grael deu início ao programa em Niterói, nesta sexta-feira (16), ao assinar o termo de adesão em reunião no Caminho Niemeyer, no Centro. A parceria, que reúne as secretarias de Educação, Assistência Social e Saúde, vai identificar e mapear crianças e adolescentes do município que não estejam estudando, além de auxiliar na implementação de políticas públicas que promovam a inclusão escolar.
O prefeito ressaltou que combater a evasão escolar é um dos compromissos do município em relação ao futuro dos jovens moradores da cidade. Ele relembra que o Pacto Niterói Contra a Violência também combate o abandono escolar a partir do Programa Poupança Escola, que oferece um fundo para alunos que concluírem o Ensino Médio.

“É preciso traçar novas estratégias e caminhos para tornar o ensino mais atraente, como o que já temos feito em relação à tecnologia e modernização da rede municipal. A parceria com a Unicef no Busca Ativa Escolar será importante para traçar experiências bem sucedidas a fim de trazer esse jovem de volta à escola e possibilitar um futuro de qualidade para nossos alunos”, afirmou.

O secretário de Educação, Vinicius Wu, ressaltou que a educação foi um dos setores mais afetados pela pandemia da Covid-19. Ele destaca que é preciso retomar o vínculo entre os alunos e a escola e recuperar o interesse das crianças e adolescentes pelo estudo.

“Com a adesão ao programa, vamos atuar na garantia do direito ao acesso à educação, recuperando os alunos que abandonaram os estudos, e atuando de forma sistêmica para que a evasão seja reduzida. Poderemos conhecer melhor os motivos que causam a exclusão escolar e buscar soluções para esses problemas”, ressalta.

O presidente da Fundação Municipal de Educação, Fernando Cruz, frisa que desde o início do ano letivo, as equipes da SME/FME estão empenhadas em acolher os alunos.

“Estamos fazendo um trabalho árduo para oferecer qualidade de ensino aos nossos alunos, mas essa iniciativa de resgatar os estudantes é uma das mais importantes, tendo em vista o tempo em que eles estão fora da escola. Quando a criança retornar, terá acesso a todas as iniciativas que estamos implementando como a distribuição dos tablets, reforço escolar, entre outros”, explica.

Thiago Risso, subsecretário de Projetos Transversais, Cooperação e Articulação Institucional da Educação, explica que a partir da iniciativa será possível mapear as crianças e adolescentes que perderam contato com a escola e executar ações que devolvam os alunos à Rede.

“Vamos identificar os alunos, recuperá-los e depois acompanhá-los durante o estudo para evitar reincidências. Por isso, todos os profissionais das escolas vão estar envolvidos”, afirmou.

O presidente da Comissão de Educação da Câmara de Vereadores de Niterói, Binho Guimarães, afirmou que a adesão ao Busca Ativa Escolar é mais uma iniciativa que consolida a parceria entre o Legislativo e o Executivo.

“Trabalhamos em um esforço de enfrentamento à pandemia e aos efeitos que isso gera diretamente na educação. A retomada das aulas é muito necessária, mas avançar nessa agenda e entender os desdobramentos que a pandemia teve na rede é fundamental”, finalizou.

O Busca Ativa Escolar é uma metodologia tecnológica desenvolvida pelo Unicef, em parceria com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), e oferecida gratuitamente a estados e municípios. O objetivo da plataforma é apoiar os governos na identificação de crianças e adolescentes fora da escola ou em risco de evasão escolar. O programa fornece os dados e possibilita acompanhar os casos mapeados para que esse risco seja reduzido, auxiliando na implementação de políticas públicas que promovam a inclusão escolar. O resgate de crianças e adolescentes não é um esforço somente dos setores da Educação, por isso, a Busca Ativa Escolar é uma estratégia de caráter intersetorial, e deve consolidar parcerias entre a Secretaria Municipal de Educação, Saúde e de Assistência Social, entre outras.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support