logo

logo logo logo Colab

Início
Prefeitura de Niterói cadastra famílias que vivem em prédio abandonado na Riodades PDF Imprimir E-mail

cadastramentoA Prefeitura de Niterói deu continuidade neste sábado (26/01) ao cadastramento das famílias que moram no prédio conhecido como "Esqueleto" da rua Riodades, no Fonseca. 

Essas pessoas serão reassentadas para o conjunto habitacional Zilda Arns, no morro do Castro, que integra o programa "Minha Casa Minha Vida" do governo federal. O empreendimento, de 454 apartamentos de dois quartos, sala, cozinha e banheiro, deverá ficar pronto em abril. 

Ao todo 17 famílias que vivem no "Esqueleto" estão sendo cadastradas. As secretarias de Habitação e Assistência Social e Direitos Humanos montaram um posto na rua Santo Onofre, na frente do prédio. 

Segundo a subsecretaria de Habitação, Regina Ribeiro, três famílias ainda não foram cadastradas. De acordo com ela, a maior dificuldade para concluir o cadastro é que muitas pessoas ainda não possuem alguns documentos, como CPF e carteira de identidade. Ela explicou que essas famílias terão o auxílio da associação de moradores local para tirar os documentos que faltam e se cadastrarem nos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS)

O prédio de cinco andares, chamado de "Esqueleto da Riodades", está ocupado por famílias há cerca de 40 anos. 

Moradora há 11 anos no "Esqueleto", a acompanhante de idosos Vânia Vicente Eva, de 33 anos, disse estar realizando um sonho de sair do local. Ela disse conviver diariamente com ratos e baratas, não tem água encanada e afirmou que crianças já sofreram acidentes em razão da precariedade do prédio. 

"Quando minha casa ficar pronta, vou chamar todos vocês para tomar um café", disse ela para os funcionários da Prefeitura que faziam o cadastro. 

Foto: Leonardo Simplício

 
Niterói Cervejeiro

ouvidoria


Prefeitura Municipal de Niterói
Rua Visconde de Sepetiba, 987 - Centro - Niterói - RJ