logo

logo logo logo Colab

Início
Niterói se tornará uma das maiores rotas cervejeiras do estado PDF Imprimir E-mail

7/4/2017 - Niterói começa a se preparar para ser uma das maiores rotas cervejeiras do estado já neste semestre, confirmando a tendência de um mercado promissor que vem despontando há anos na cidade. O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, encaminha esta semana para a Câmara de Vereadores um Projeto de Lei que prevê a criação do circuito "Niterói Cervejeiro". O objetivo é facilitar o processo de abertura de novas empresas no setor, gerando renda e novos negócios.


A proposta para implantação do “Niterói Cervejeiro” surgiu a partir de uma avaliação do município quanto ao crescimento do setor. Hoje, a cidade já conta com 51 cervejeiros independentes ou artesanais. Nos últimos meses, foi criado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Indústria Naval, um grupo executivo para definir os melhores caminhos para elaboração do projeto de lei que regulamente o segmento impedindo a evasão de negócios para outros municípios.

Nesta terça-feira (4/4), o prefeito Rodrigo Neves recebeu empresários do setor em seu gabinete para acertar os principais detalhes da minuta que dará origem à mensagem que será enviada pelo Executivo ao Legislativo.

“Vou encaminhar para a Câmara em regime de urgência para tentar aprovar em no máximo 20 dias. Será um marco. O projeto está bem alinhado. Será bom para a cidade, que já tem forte setor gastronômico e para os donos dos negócios. Já atuamos trabalhando com incentivo a negócios criando o Alvará Fácil, fizemos a Casa do Empreendedor, entre outros incentivos ao empreendedorismo”, afirmou o prefeito de Niterói.

A ideia, segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Luiz Paulino Moreira Leite, é dar a chance do produtor artesanal se estabelecer e expandir seu negócio desde que, estimule a produção de pequena e ou média escala de acordo com as boas práticas socioambientais e sanitárias.

“O prefeito nos deu 100 dias para elaborarmos o projeto. Isso é uma febre no Brasil. O brasileiro gosta de qualidade diferenciada, feita com receitas e criatividade. Esta iniciativa ajudará a divulgar ainda mais a cidade em outros estados como um polo gastronômico. É mais uma força que agrega trabalho, impostos, lazer, além de turistas”, explica o secretário Luiz Paulino.

Otimismo para crescimento dos negócios e turismo

Dentre as especificações, o Projeto de Lei propõe a regulamentação, por exemplo, da atividade de fabricação artesanal de cervejas e chopes, acrescida dos respectivos bares e restaurantes, que produzem e comercializam suas próprias cervejas.

“É justo facilitar a vida dessas pessoas que querem trabalhar. Propus aos empresários uma reunião com os vereadores para darem ciência. O projeto chegou na hora certa e vamos apoiá-lo na Câmara de Vereadores”, confirmou Paulo Bagueira, presidente da Câmara de Vereadores de Niterói.  

Pela proposta, ficará vedada a instalação de maquinaria industrial de médio e grande porte; geração de ruídos, exalação e trepidações que causem incômodos; geração de trafego e vínculo com conglomerados industriais.

“A nossa expectativa é a melhor possível”. Estávamos aguardando isso. Muitos estavam indo para outras cidades. Hoje, teremos segurança em nos estabelecer em Niterói", afirma Carlos Ribeiro, que já no próximo mês abre uma cervejaria com mais cinco sócios na Região Oceânica.  

O Projeto de Lei prevê ainda a interação com o setor acadêmico da Universidade Federal Fluminense (UFF), através de pesquisas desenvolvimento e inovação de produtos. A Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro- Firjan e o Serviço Brasileiro de Apoio as Micro e Pequenas Empresas - SEBRAE vêm apontando em seus estudos a potencialidade para o desenvolvimento do setor no Município e no Estado.

 

 

Prefeitura Municipal de Niterói
Rua Visconde de Sepetiba, 987 - Centro - Niterói - RJ