logo


Início
Prefeito de Niterói assina acordo de cooperação para implantação de plano municipal de segurança PDF Imprimir E-mail
12/4/2017 - Um acordo de cooperação entre a Prefeitura de Niterói, a Secretaria de Estado de Segurança Pública, a Polícia Militar e a Polícia Civil, para a implantação de um plano municipal de segurança, foi assinado na noite da última terça-feira (11/04). A iniciativa determina ações de trabalho nos próximos 12 meses em Niterói.

“Este programa prevê uma cooperação, este ano, com investimento de R$ 5 milhões da Prefeitura em ações relacionadas para o apoio aos policiais do Estado que atuam em Niterói e, também, a estruturação e a manutenção das instituições policiais na cidade”, afirmou o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, ressaltando que com esta iniciativa, os investimentos da cidade em ações de apoio às polícias civil e militar chega a R$ 14 milhões em 2017.


O secretário estadual de Segurança, Roberto Sá, fez questão de ressaltar que através deste acordo de cooperação será possível convênios específicos com as polícias civil e militar.


“Quero agradecer ao prefeito pelo espírito público, pela sua maneira inovadora, ousada e responsável de fazer a gestão do município. O prefeito quando apoia a segurança pública, ajudando as polícias civil e militar, seja com o apoio material, auxiliando na manutenção, seja construindo unidades policiais ou aportando recursos como o pagamento de gratificação, num momento muito especial pelo qual passa o Estado, demonstra que é possível e necessário que esse modelo que se inaugura aqui, possa ser copiado por outros municípios e até por outros estados”, comentou Sá.


Entre as primeiras ações estudadas pela equipe técnica estão o combate a assalto a ônibus e roubo de veículos, principalmente na divisa com outros municípios, além do ciclo patrulhamento para evitar roubos a pedestres. As medidas serão desenvolvidas incluindo ações estratégicas com o apoio de forças especiais da polícia. O trabalho terá, por exemplo, grupos de policiamento especializado, além de segmentos da Polícia Civil no intercâmbio de informações na análise criminal e na área de inteligência, atuando com a Secretaria Municipal de Ordem Pública.


A partir destes convênios, tropas especiais da PM vão ajudar no patrulhamento da cidade. Homens do Bope e do Choque, por exemplo, poderão estar nas ruas de Niterói e no combate ao tráfico. Para o trabalho em conjunto também serão acionadas as unidades especializadas como a Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos.


“Para este plano municipal de segurança, as ações estão sendo estruturadas pelo comando da Polícia Militar, pelo comando do 12 BPM, pelos delegados da Polícia Civil que atuam em Niterói, com o apoio e a participação da Prefeitura através da Secretaria Executiva do Gabinete de Gestão Integrada e da Secretaria Municipal de Ordem Pública”, explicou Rodrigo Neves.


“Se não atuamos nas causas, as consequências ficam enormes e as demandas cada vez maiores. O Brasil ainda engatinha nessa compreensão”, acrescentou Roberto Sá.


Segundo o prefeito, este acordo chega para reforçar um conjunto de iniciativas que a Prefeitura, em parceria com a Secretaria Estadual de Segurança e as forças policiais, desenvolveu nos últimos anos.


“Posso destacar a construção e a implantação da delegacia de homicídios de Niterói e de companhias destacadas, a reabertura das cabines, assim como a ação conjunta da PM, da Polícia Civil com a Prefeitura, no Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp). Recentemente, também tivemos o pagamento de um auxílio emergencial aos 2.200 bombeiros, agentes penitenciários, policiais civis e militares que atuam em Niterói”, citou Rodrigo Neves.


O chefe de Polícia Civil, Carlos Leba, também agradeceu o apoio que vem recebendo do prefeito. “Tanto em Niterói quanto para o restante do Estado, estamos buscando modelos alternativos de gestão. Estamos nos reinventando para modelos alternativos que não tiveram sido experimentados ainda. Levo a experiência que se inicia hoje (ontem) para outras regiões, no sentido de estimular que façam o mesmo e, depois, para que essa experiência possa ser aperfeiçoada em outras frentes. Queremos parcerias com todos os municípios e iniciar por Niterói será muito bom”, disse.


O prefeito enfatizou que apesar de todas as dificuldades enfrentadas por conta da crise fiscal do Estado, os policiais civis e militares que atuam em Niterói têm demonstrado dedicação e grande esforço no sentido de proteger a população.


“Embora seja atribuição do Governo do Estado cuidar das policias, nesse momento de crise, evidentemente, a cooperação entre as instituições é fundamental para manter, minimamente, o funcionamento da sociedade. A prefeitura, desde 2013, na minha gestão, cobra muito ações do Estado, mas ao mesmo tempo que cobra, também coopera com as forças policiais, com atitudes concretas e não apenas discurso ou reuniões”, afirmou Neves.


Rodrigo Neves lembrou, ainda, que depois da implantação das UPPs, Niterói, nos últimos meses, vem tendo índices menores do que a cidade do Rio e a Região Metropolitana. “Claro que os índices são ainda inaceitáveis e elevados, mas isso é muito importante, porque nos últimos oito anos, nossos índices eram duas, até três vezes maiores que o da cidade do Rio. Eu acredito que isso se deve a essa cooperação que vem acontecendo entre a Prefeitura, a secretaria de segurança e as forças policiais”, diz.


Para o comandante da PM, coronel Wolney Dias, é fundamental a atitude e apoio do prefeito. “Sabendo que segurança pública é um problema do Estado, seria muito cômodo o prefeito deixar e esperar que o estado resolvesse. Tenho certeza que com esta iniciativa, o resultado será muito positivo e Niterói, mais uma vez, promoverá e registrará melhorias na vida dos cidadãos, propiciando mais segurança”, finalizou.

 

Prefeitura Municipal de Niterói
Rua Visconde de Sepetiba, 987 - Centro - Niterói - RJ