logo


Início
Construção da Plataforma Digital da Engenhoca será concluída no dia 22 de novembro PDF Imprimir E-mail
11/10/2017 – A Prefeitura de Niterói concluirá, no próximo dia 22 de novembro (aniversário da cidade), a construção do Centro Educacional Tecnológico da Engenhoca e a revitalização do Largo de São Jorge, na Engenhoca. O prefeito Rodrigo Neves visitou as obras na manhã desta quarta-feira (11/10) e afirmou que a Plataforma Digital da Engenhoca se integrará ao conjunto de obras realizadas pela atual gestão na Zona Norte da cidade, como a reforma do Hospital Municipal Getúlio Vargas Filho, o Getulinho, a revitalização do Horto do Fonseca e a construção da Cidade da Ordem Pública, no Barreto.

“Essa é uma obra que requalifica o espaço, revitaliza a região do Largo de São Jorge. E, principalmente, se traduzirá em oportunidades de inclusão social pela educação, pela tecnologia, de milhares de jovens da Engenhoca e da Região Norte da cidade”, afirmou o prefeito.

O Centro Educacional Tecnológico contará com telecentro (espaço de universalização digital e de acesso à internet), uma midiateca (sala de jogos interativos e educacionais), cursos na área de tecnologia, entre outras atividades. Esta será a segunda plataforma digital a ser inaugurada pelo atual governo. A primeira funciona no  MACquinho, no Morro do Palácio, na Boa Viagem.

O secretário municipal de Ações Estratégicas, José Seba, destacou a importância de equipamentos como o Centro Educacional Tecnológico da Engenhoca para a propagação do conhecimento em todas as regiões da cidade.

“Quando se promove conhecimento, isso se multiplica em benefício dos indivíduos. A atual gestão trabalha para manter essa visão inclusiva na Zona Norte e realizar esses investimentos para a população mesmo no cenário de crise econômica vivido pelo país”, disse o secretário explicando que após a entrega da obra será iniciada a matrícula dos alunos e a montagem dos equipamentos.

A coordenadora do projeto, Adriana Neves, ressalta que a gamificação é o mercado que mais cresce nessa área de tecnologia e esse será um dos focos no Centro Educacional Tecnológico.

“Usar esse espaço como uma oportunidade de formação já associada ao mercado de trabalho é uma missão que temos aqui. A Universidade Federal Fluminense (UFF) tem o polo de gamificação mais estruturado do estado e é possível fazer parcerias e estaremos com olhar atento a isso”. O cuidado com a acessibilidade também não foi esquecido no projeto. “Teremos um número de computadores com tecnologia assistida para que as pessoas com deficiência possam utilizá-los”, explica a diretora do projeto.

 

Para as obras de revitalização da área, o canal entre as avenidas João Mendes e Doutor Renato Silva está recebendo cobertura com lajes de concreto. Brinquedos acessíveis para crianças especiais já foram instalados. O espaço de lazer também ganhará mesas e bancos, além de uma academia da terceira idade. O secretário municipal de Obras e Infraestrutura, Vicente Temperini, destacou que o projeto do Centro Tecnológico da Engenhoca é um grande desafio de engenharia e elogiou as equipes envolvidas no trabalho.

“É uma obra diferenciada, onde foi realizado um grande trabalho dos técnicos da prefeitura e da MP Construtura. A prefeitura investiu R$ 6 milhões na obra da plataforma digital, além de R$ 1 milhão na revitalização da região”, detalhou.

O vereador Renato Cariello elogiou a iniciativa da Prefeitura de Niterói de investir na construção de um centro de inclusão na Zona Norte da cidade, destacando a importância da educação na melhoria da qualidade de vida dos moradores.

“A população está muito feliz. Com essa obra, nossos jovens não precisarão mais sair do bairro para buscar o conhecimento. Teremos um equipamento público de qualidade para uma região que muito precisa desses investimentos”.

 

Prefeitura Municipal de Niterói
Rua Visconde de Sepetiba, 987 - Centro - Niterói - RJ