logo

logo logo logo Colab

Licitações SASDH


Início
Getulinho dobra número de atendimentos após inauguração de nova emergência PDF Imprimir E-mail

05/10/2018 – Com 65 anos de inauguração recém-completos, o Hospital Getúlio Vargas Filho, o Getulinho, na Zona Norte de Niterói, dobrou o número de atendimentos desde a inauguração de sua nova emergência, em meados de 2016. Referência em pediatria, a unidade já realizou, nos últimos dois anos, mais de 500 mil procedimentos.

Um dos mais antigos hospitais de Niterói, o Hospital Getúlio Vargas Filho foi inaugurado em 1953 e municipalizado em 1992. A emergência da unidade foi fechada em 2011 e reaberta em janeiro de 2013, logo assim que a nova gestão assumiu a Prefeitura de Niterói. Em um primeiro momento, a assistência médica aconteceu em um hospital de campanha. Depois, o atendimento passou para a emergência provisória, que realizou todos os serviços de urgência e emergência durante a construção da nova unidade. Em 1º de julho de 2016, a nova emergência começou a atender pacientes.

Segundo a secretária municipal de Saúde, Maria Célia Vasconcellos, os investimentos realizados no hospital garantiram à população um atendimento de qualidade e ótimas condições de trabalho aos profissionais.

“Desde a abertura da emergência e reforma do local, os atendimentos cresceram muito. A unidade, que realizava uma média de 3.5 mil atendimentos mês, atualmente realiza cerca de 7 mil atendimentos mensais na emergência”, detalhou.

Aberto 24 horas para atendimento às crianças, o Getulinho também coleciona histórias de vida no corpo de funcionários. A técnica de enfermagem Terezinha Pereira, de 54 anos, tem quase duas décadas de trabalho na unidade.

“Comecei no hospital como faxineira e copeira, e o trabalho que eu via sendo realizado me inspirou a fazer o curso de enfermagem. Concluí meus estudos e consegui uma oportunidade aqui, que é praticamente a minha casa. A gente atende os pais quando ainda são pequenos, eles crescem, vem trazer os filhos, e ainda estamos aqui. É muito bom cuidar da saúde das pessoas”, conta.

Aos 62 anos, a assistente de ambulatório Paula Fernandes, por sua vez, está chegando aos 30 anos de trabalho no Getulinho. Querida por pacientes, ela conta que a sua parte preferida do trabalho é quando consegue conquistar a afeição dos pequenos.

“Nesses anos todos, vi essa unidade mudar muito. Vimos o hospital ser muito sucateado em gestões anteriores, depois atendemos as crianças nas tendas de lona onde a unidade funcionou como hospital de campanha, e atualmente podemos dizer que temos a tranquilidade de trabalhar em um novo Getulinho”, relatou.

O hospital – Além da emergência pediátrica, o hospital possui ambulatório com atendimento nas especialidades de ortopedia, cardiologia, odontologia, anemia falciforme, hematologia, nefrologia, pneumologia, otorrino, alergia, cirurgia plástica, neurologia e endocrinologia. Sua estrutura também conta com CTI e Centro Cirúrgico com 19 tipos diferentes de cirurgias eletivas.

A equipe é multiprofissional, composta por médicos pediatras, socorristas, intensivistas e especialistas, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, assistentes sociais, psicólogos, nutricionistas, técnicos de aparelho gessado e de radiologia, lactaristas, além da equipe de apoio administrativo, ouvidoria, engenharia clínica, manutenção predial e serviços gerais. Os médicos especialistas que fazem o ambulatório, também são responsáveis pelo parecer dos pacientes internados na unidade.

O hospital também realiza exames laboratoriais, ecocardiograma, radiologia, transfusão de sangue, ultrassonografia e eletrocardiograma.

 
Niterói Cervejeiro

ouvidoria


Prefeitura Municipal de Niterói
Rua Visconde de Sepetiba, 987 - Centro - Niterói - RJ