logo

logo logo logo Colab

Licitações SEMUG


Início
Niterói tem mais de duas mil casas vistoriadas em mutirões contra Aedes aegypti PDF Imprimir E-mail

06/02/2019 – A Prefeitura de Niterói vistoriou, apenas em janeiro, mais de duas mil casas como parte das medidas de prevenção e o combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. Neste primeiro mês, durante os mutirões realizados pela Fundação Municipal de Saúde foram vistoriados imóveis no Vital Brazil, Martins Torres, Barreto e Caramujo. No próximo sábado (09), será a vez do Engenho do Mato receber o mutirão. O objetivo da Fundação Municipal de Saúde (FMS) é intensificar as ações já realizadas rotineiramente durante o ano todo.

Os agentes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) percorrem as regiões vistoriando casas, comércios e praças para identificar possíveis criadouros do mosquito e eliminá-los. Além do combate, a equipe informa sobre as doenças transmitidas e medidas necessárias para evitar a proliferação dentro de casa. O verão é o período com maior incidência do Aedes.

A iniciativa faz parte das estratégias dos Comitês de Combate à Dengue de todas as regiões da cidade para diminuir a proliferação do inseto. Os comitês envolvem várias secretarias como a de Conservação e Serviços Públicos, Saúde, CLIN (Companhia de Limpeza Urbana de Niterói), as administrações regionais, além de atores sociais da região – associação de moradores, escolas e unidades de saúde.

De acordo o chefe do CCZ de Niterói, Francisco de Faria Neto, o combate ao vetor no ambiente domiciliar e nos demais logradouros públicos é de vital importância para a manter o controle de proliferação.

“A melhor forma de prevenir essas doenças é a eliminação do vetor, ou seja, combater os criadouros do Aedes aegypti, que coloca seus ovos em recipientes com água parada, como garrafas, sacos plásticos e pneus velhos que ficam expostos à chuva”, sinaliza Francisco, indicando a definição de um dia na semana para realizar a troca de água e a lavagem dos reservatórios que não podem ser eliminados, como pratinhos e vasos das plantas.


Ação diária – Além dos mutirões, as equipes do CCZ realizam trabalho intenso de rotina de prevenção e combate ao mosquito em Niterói. Agentes vistoriam diariamente imóveis em todas as regiões do município, combatendo focos do inseto e orientando a população. Profissionais do Programa Médico de Família também atuam em parceria com o CCZ nas suas áreas de cobertura.


Chikungunya: Profissionais receberam curso de capacitação

Nesta semana, a FMS convocou profissionais da saúde municipal para participar de curso de capacitação sobre a chikungunya, no auditório da Policlínica Sergio Arouca, no Vital Brazil. O palestrante Gustavo Magalhães, médico infectologista, abordou temas como o manejo clínico, o diagnóstico, os sintomas e o tratamento.

A chikungunya é uma das três arboviroses transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti e caracteriza-se pela síndrome febril aguda com acometimento nas articulações, as artralgias, que podem tornar os movimentos do corpo incapacitantes. Outro sintoma menos comum é o rash, a alergia com manchas pelo corpo.

 

 

 
Programação Mês da Muher

Prefeitura Municipal de Niterói
Rua Visconde de Sepetiba, 987 - Centro - Niterói - RJ