logo

logo logo logo Colab

SEPLAG – UGP/CAF

Licitações Sexec

Licitações SEMUG


Início
Niterói Jovem EcoSocial: bolsa para 400 jovens reflorestarem a cidade PDF Imprimir E-mail

05/06/2019 – Cerca de 400 jovens de comunidades de Niterói, com idades entre 16 e 24 anos, trabalharão no reflorestamento e outras ações ambientais na cidade. O projeto Niterói Jovem EcoSocial, lançado ontem em parceria com a  Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), oferecerá bolsa-auxílio que poderá chegar a R$ 1.300, além de vaga garantida em cursos de capacitação profissional da Firjan. O convênio foi assinado nesta quarta-feira (5), pelo prefeito Rodrigo Neves e o presidente da Firjan Leste Fluminense, Luiz Césio Caetano.



O programa visa a promover a inclusão social de forma qualificada, desenvolver habilidades sociais e competências profissionais, por meio de capacitação técnica profissionalizante. O objetivo é elevar o potencial de empregabilidade dos participantes.

“Só vamos superar o desafio da violência urbana, que está presente em todas as regiões metropolitanas do Brasil, com ações de prevenção”, analisa o prefeito. “O Pacto Niterói conta a Violência tem esse viés, além do reforço do policiamento. O projeto tem como objetivo a preservação das áreas verdes do município, mas, principalmente, a geração de oportunidades aos jovens moradores de áreas de risco social que não têm experiência profissional”.  

Luiz Césio Caetano lembrou que as ações do Niterói Jovem EcoSocial estão alinhadas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), lançados pela Organização das Nações Unidas (ONU). 

“A Prefeitura, mais uma vez, é inovadora", disse Luiz Césio Caetano. “Esse projeto permitirá integrar o reflorestamento com uma oportunidade de inclusão social, geração de renda e de entrada no mercado de trabalho de jovens em situação de vulnerabilidade social. Acreditamos tanto na iniciativa que vamos conceder mais cem vagas em cursos profissionalizantes para os jovens nessa condição na cidade”.  

Os jovens passarão por um curso de capacitação para, posteriormente, trabalhar em quatro diferentes frentes: reflorestamento; manutenção de recursos pluviais para evitar enchentes; ações preventivas a queimadas; e atividades visando à manutenção e à sinalização de trilhas da cidade, com remuneração e auxílio transporte.

O secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Modernização da Gestão (Seplag), Axel Grael, enfatiza que os jovens participarão de ações de reflorestamento visando a recuperação de áreas degradadas com a implantação de espécies nativas de Mata Atlântica. O projeto de reflorestamento reunirá informações, diagnósticos, levantamentos e estudos que possam subsidiar as medidas adequadas à recuperação das áreas, além do planejamento das ações de manutenção do plantio.

“Sou engenheiro florestal e estou muito orgulhoso de poder apresentar para a cidade um programa de recuperação de ecossistemas que, ao mesmo tempo, oferece oportunidade de capacitação e emprego para os nossos jovens. Esta também é mais uma forma de integrar a comunidade com as áreas de preservação da cidade. Niterói, mais uma vez, vai mudar o paradigma da sustentabilidade urbana”, afirma Grael, lembrando que Niterói já é uma referência internacional em termos de florestas urbanas.

A secretária de Fazenda, Giovanna Victer, frisa a importância do projeto: “Estamos realizando todos os projetos do nosso planejamento estratégico, o Niterói Que Queremos, desenvolvido em 2013. O Jovem EcoSocial, assim como o Espaço Nova Geração, inaugurado no último sábado, é mais um projeto importante para o futuro da cidade”.

O evento também contou com a presença do secretário de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Sustentabilidade, Eurico Toledo e do diretor da Firjan, Alexandre dos Reis.

 

Prefeitura Municipal de Niterói
Rua Visconde de Sepetiba, 987 - Centro - Niterói - RJ