logo

logo logo logo Colab

Licitações SEMUG


Início
Obras de contenção de encostas avançam em diferentes pontos da cidade PDF Imprimir E-mail

Sape
05/07/2019
- As obras de contenção de encostas do Cantagalo, na Região de Pendotiba, seguem em ritmo intenso. As intervenções estão sendo realizadas na Rua João Teodoro da Silva. A técnica utilizada para este projeto é a cortina atirantada com solo grampeado e muro em concreto projetado. O investimento é de R$1.559.079,20 e o prazo previsto para a conclusão da obra é outubro.

 


 

“Já foi realizada toda a limpeza do talude, colocação de estacas, perfuração dos tirantes e começamos a colocar a armadura da cortina”, explica o secretário municipal de Obras, Vicente Temperini.

Além desta obra, outros 54 pontos da cidade estão recebendo obras de contenção de encostas realizadas pela Prefeitura de Niterói. O investimento do município para estas intervenções é de aproximadamente R$ 78 milhões. Estas áreas foram indicadas pelos laudos da Defesa Civil e hierarquizadas pelo mapeamento de risco contratado pela atual administração.

Entre estes pontos estão a Rua Mato Grosso, no Sapê, e Rua Maricá, no Pé Pequeno. No Sapê, o projeto inclui a colocação de cortina atirantada, solo grampeado, concreto projetado e sistema de drenagem. No Pé Pequeno estão sendo colocadas cortinas atirantadas para estabilizar o caminho que dá acesso às casas.

As novas intervenções acontecem de forma simultânea e têm previsão de conclusão de seis a 12 meses, de acordo com a especificação de cada área. Entre as regiões beneficiadas nesta etapa estão Morro do Estado, Morro do Cavalão, Morro do Céu, Peixe Galo, Morro do Bumba, Jurujuba, Charitas, Bairro de Fátima, Ponta D’Areia, Santa Rosa, Vital Brazil, Ititioca, Engenhoca, Tenente Jardim, Fonseca e Maceió.

Niterói Mais Resiliente - Para 2019 e 2020, está previsto investimento da Prefeitura de Niterói na ordem de R$ 424 milhões no Plano Niterói Mais Resiliente, com ações nas áreas de gestão de riscos, fortalecimento da Defesa Civil, moradia e qualidade habitacional, política de resiliência e participação da sociedade, fiscalização e interdições.

Além das intervenções em pontos considerados prioritários, outros projetos da área de gestão de riscos são a ampliação da cobertura de sirenes, o reflorestamento em áreas de encostas e a implantação de um radar meteorológico em Niterói para aprimorar a previsão do tempo.

O secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Modernização da Gestão (Seplag), Axel Grael, enfatiza que, com o plano Niterói Mais Resiliente, o Município está investindo, principalmente, no que diz respeito à recomendação de medidas preventivas, planejamento e fiscalização.

“Estamos trabalhando na ampliação da cobertura de sirenes e pluviômetros e a criação de novos Núcleos de Defesa Civil (Nudecs). Hoje, o Município conta com 58 unidades e a nossa meta é chegar 100 até 2020. Temos, ainda, o reflorestamento de importantes áreas da cidade, a criação de unidades de conservação e a atuação do Grupo Executivo para o Crescimento Ordenado de Prevenção das Áreas Verdes (Gecopav) no combate às construções irregulares”, destaca Axel Grael.

 

Prefeitura Municipal de Niterói
Rua Visconde de Sepetiba, 987 - Centro - Niterói - RJ