logo

logo logo logo Colab

Licitações FeSaúde

SEPLAG – UGP/CAF

Licitações SMEL

Licitações Sexec

Licitações SMEL


Início
Inscrições para o Prêmio Nacional de Jornalismo Ambiental Chico Mendes serão abertas nesta sexta-feira PDF Imprimir E-mail

12/12/2019 - Serão abertas nesta sexta-feira (13) as inscrições para o Prêmio Nacional de Jornalismo Ambiental Chico Mendes, cujo edital foi lançado na quinta-feira (12), em evento no Solar do Jambeiro. Promovido pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro, com apoio da Prefeitura de Niterói, através da Fundação de Arte de Niterói (FAN), o concurso vai premiar as melhores matérias sobre o tema ambiental, publicadas em jornais, rádios, revistas, TVs e redes sociais, em veículos brasileiros. O regulamento prevê também a participação de universitários.

 

O vencedor em cada categoria receberá um prêmio de R$ 5 mil. Os concorrentes terão até março para submeter suas matérias. As inscrições gratuitas deverão feitas via carta registrada, sedex ou na sede da Fundação de Artes de Niterói, Rua Presidente Pedreira, 98, Ingá, Niterói (RJ), CEP 24210-470. Maiores informações podem ser obtidas pelo telefone: (21) 2719-9900, ramal 226, de 10 às 17 horas. Uma comissão formada por jornalistas e especialistas em Meio Ambiente escolherá as melhores reportagens.

A bióloga Angélica Mendes, neta de Chico Mendes, leu uma carta de sua mãe Angela Mendes, filha do sindicalista, em que ela ressaltou o jornalismo como um dos instrumentos democráticos que ainda funcionam no país. E contou que seu avô aprendeu a ler através dos jornais.

“E essa leitura o ajudou na trajetória como ativista e sindicalista. Através dos jornais, meu avô aprendeu a ler e passou a ter um pensamento crítico. Esse prêmio ressalta a importância da união de todos para continuar esse legado de preservação do meio ambiente”, afirmou Angélica, que nasceu poucos meses após a morte do avô.

A secretária municipal de Fazenda, Giovanna Victer, representou o prefeito Rodrigo Neves na cerimônia. Ela exaltou o papel dos jornalistas na luta ambiental e destacou a importância da questão ambiental em todos os projetos desenvolvidos pela Prefeitura de Niterói.

“O papel do gestor público é olhar para o futuro e, aqui em Niterói, não nos furtaremos a essa tarefa. Hoje temos tantas políticas inovadoras na área de meio ambiente que somos os campeões em crescimento do ICMS Verde do estado. Em 2020 atingiremos 100% do esgoto tratado na cidade. Vamos colocar em prática o projeto Parque Orla, em Piratininga. Aqui existe um projeto de desenvolvimento sustentável. Não é à toa que o prefeito Rodrigo Neves criou uma poupança para o futuro. Hoje, a cada depósito de royalties, Niterói guarda uma parte em uma poupança para ser utilizado pelas gerações futuras”.

O secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Modernização da Gestão, Axel Grael, lembrou de sua trajetória como ambientalista e falou sobre a importância de se valorizar o trabalho do jornalismo para a causa ambiental.

“O movimento ambientalista do Rio de Janeiro participava de campanhas sobre a preservação da Amazônia. E, naquela época, participamos de muitas caminhadas ao lado do Chico Mendes. Vemos todos os dias a importância do trabalho da imprensa para denunciar crimes praticados contra lideranças indígenas e ambientalistas. E esse prêmio vai valorizar o trabalho desses profissionais que dão voz a quem luta pela causa ambiental”.

O jornalista e escritor Zuenir Ventura, autor do livro “Chico Mendes – Crime e Castigo”, que reúne reportagens escritas por ele a respeito do ambientalista, leu um testemunho descrevendo o último dia de vida de Chico Mendes, até o momento em que ele foi assassinado.

“Não poderia deixar de estar presente hoje para falar de Chico Mendes, ainda mais aqui ao lado da Angélica, que eu conheci ainda criança. A criação do prêmio é uma bela iniciativa para valorizar uma questão tão importante. A morte de Chico Mendes não foi em vão”.

O Cacique Tupã, representante da comunidade guarani Aldeia Mata Verde, sediada em Maricá, ressaltou a luta dos povos indígenas pela preservação da natureza.

“Esse caminho não é fácil. A nossa riqueza maior vai ser sempre a nossa natureza e é por isso que nós vivemos. A união faz a força e nós vamos vencer essa luta”.

A cerimônia foi conduzida pelo presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro, Mario Sousa, que afirmou que o prêmio é uma oportunidade que se abre para os jornalistas colocarem em pauta uma questão tão importante e urgente. A mesa teve ainda a participação da secretária-geral da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), Beth Costa, da vice-presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio de Janeiro, Dulce Tupy e do jornalista e ambientalista Vilmar Berna.

O Prêmio de Jornalismo Ambiental Chico Mendes foi aprovado no Congresso Nacional de Jornalistas, no Acre, organizado pela Federação Nacional de Jornalistas e conta com apoio da ONU e Associação Brasileira de Imprensa.

 


 

Prefeitura Municipal de Niterói
Rua Visconde de Sepetiba, 987 - Centro - Niterói - RJ