Niterói ganha Central de Interpretação de Libras Imprimir

Órgão vai apoiar portadores de deficiência auditiva na marcação de consultas médicas, emissão de documentos, cadastramento em programas sociais, entre outros benefícios

libras

29/05/2015 - A Prefeitura de Niterói e o governo federal inauguraram na manhã desta sexta-feira (29/5) a Central de Interpretação de Libras, que será destinada para pessoas com deficiência auditiva e começa a funcionar na próxima segunda-feira (1/6).

 

Com a Central, os pacientes serão acompanhados de intérpretes ou tradutores de libras quando precisarem usar serviços públicos na cidade como marcação de consultas médicas, solicitação de emissão de documentos pessoais (CPF, Carteira de Identidade, Carteira de Trabalho, Passaporte, entre outros), cadastramento nos programas sociais governamentais, consulta de situação de benefícios, auxílio na consulta de benefícios ao trabalhador (FGTS, Seguro-desemprego, vagas de emprego no SINE, entre outros), apoio à realização de denúncias no Disque 100 e demais canais de denúncia, acompanhamento jurídico, entre outros. A Central terá a sua disposição um carro para o deslocamento dos intérpretes.

Para usarem os serviços da Central de Libras, as pessoas com deficiência auditiva deverão primeiramente se dirigir ao local, que funciona na sede da Coordenadoria de Acessibilidade (Praça Fonseca Ramos, sem número, 5º andar, Centro, no prédio da Rodoviária de Niterói), para realizarem o cadastro. Elas vão preencher uma ficha. No caso dos usuários, eles terão que levar os seguintes documentos (CPF e RG originais ou certidão de nascimento original, em caso de menor de idade), comprovante de residência (conta de água, luz ou telefone) em nome do próprio ou responsável, uma foto 3x4 colorida atual e laudo médico/audiometria. No caso do representante ou responsável legal, RG (original) e comprovante de residência. De acordo com a Coordenadoria de Acessibilidade, a ficha de inscrição será disponibilizada em unidades de saúde municipais.

Após o cadastro, os usuários poderão solicitar os serviços pelo telefone 2717-6974, email ( Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo. ), Skype com webcam (procurar por usuário cilniteroi), SMS, Whatsapp e Facebook. O agendamento deverá ser realizado com 24 horas de antecedência e estará disponível apenas para moradores de Niterói que realizem atendimento em Niterói.

A Central de Libras funcionará de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h.

O prefeito de Niterói destacou a importância da iniciativa para transformar Niterói em uma cidade cada vez mais acessível e inclusiva.

" É fundamental que todas as pessoas com deficiência auditiva possam usufruir e se apropriar desse equipamento. Esse equipamento não é da prefeitura, é de todos os milhares de cidadãos que têm deficiência auditiva e vão ter uma perspectiva de inclusão social.  Estamos dando mais um passo na construção de uma cidade para todos. É um momento especial e singelo. O nosso governo é pela união de Niterói. Não seria possível fazer esse projeto se não fosse a parceria com o governo federal", disse.

O chefe do Executivo municipal destacou o trabalho da Prefeitura na questão da acessibilidade. Segundo ele, todas as 16 escolas inauguradas na atual administração são adaptadas para os deficientes, assim como as unidades de saúde e os museus.

O ministro Pepe Vargas declarou que poucas são as cidades brasileiras que disponibilizam esse tipo de serviço.

"Uma pessoa que tem uma deficiência, o maior limite não está na deficiência e sim no limite que a sociedade impõe com a acessibilidade. Quando vemos uma administração municipal que viabiliza uma central de libras, vemos que é uma administração preocupada com o direito de todas as pessoas. São muitas poucas cidades brasileiras que tem esse tipo de serviço, são 28 municípios, mas outros também vão abrir", declarou.

O secretário nacional de Promoção aos Direitos da Pessoa com Deficiência, Antônio José Ferreira, afirmou que com a Central das Libras, os portadores de deficiência auditiva ganharão as mesmas oportunidades que as demais pessoas.

"Eles terão oportunidades garantidas do atendimento médico, justiça, saúde, em acesso a documentação das pessoas, acessar os serviços públicos municipais para poder entender um IPTU, uma taxa, acessar um serviço da assistência social como Bolsa Família e outros serviços que as pessoas com deficiência auditiva tem muita dificuldade. Desta forma o governo federal e a prefeitura garantem cidadania, autonomia, e acima de tudo reconhecimento que o portador com deficiência auditiva é um cidadão igualmente aos demais.

Antônio explicou que os usuários poderão conversar com os intérpretes via webcam. Segundo ele, se a pessoa com deficiência auditiva tiver uma consulta médica marcada, ele informa a central o dia e a hora e é deslocado um profissional para levar o paciente até o local do atendimento na data indicada.

A secretária de Acessibilidade, Carmem Fogaça, afirmou que a Central de Libras é um grande avanço.

"Esse momento é muito importante para a população de Niterói porque diz respeito a uma barreira de comunicação que os portadores com deficiência auditiva enfrentavam na cidade. Então a central vai possibilitar que as pessoas com deficiência auditiva façam o seu agendamento, uma consulta médica, documentos", declarou.

Estiveram presentes na cerimônia também os secretários municipais de Educação, Ciência e Tecnologia, Flávia Monteiro de Barros, Cultura, Arthur Maia, Assistência Social e Direitos Humanos, Verônica Lima, Governo, Roberto Salles, Executiva, Maria Célia Vasconcellos, o presidente da NitTrans, coronel Paulo Afonso Cunha, o vereador Bira Marques e a primeira-dama do município, Fernanda Sixel.