Prefeitura lança consulta para população definir prioridades para os próximos quatro anos Imprimir
21/06/2017 - A Prefeitura de Niterói lançou, na tarde esta quarta-feira (21/6), o processo de consulta pública para definir, junto com a população, as prioridades na aplicação dos recursos públicos de Niterói. Os jovens poderão fazer críticas, sugestões e contribuições através do Planejamento Participativo da Juventude, que será elaborado anualmente, enquanto a sociedade em geral poderá opinar através do Planejamento Plurianual (PPA), que orientará a administração municipal pelos próximos quatro anos. Segundo o secretário executivo Axel Grael, que representou o prefeito Rodrigo Neves no lançamento, essa é mais uma das medidas promovidas pela gestão para aproximar o poder público da sociedade, que já inclui iniciativas como o Niterói Que Queremos, a Lei da Transparência e a Prefeitura Móvel.
"O que estamos fazendo aqui não é novidade no atual governo. Nós inauguramos a gestão em 2013 com todo esse processo, que culminou no Niterói que Queremos, livro que projeta a nossa cidade até 2033. Nele estão contidos os trabalhos das equipes da prefeitura, mas, acima de tudo, as contribuições de 10 mil pessoas para a cidade.Eu acho que essa escuta permanente da sociedade e esse esforço de planejamento são o segredo dos bons resultados que temos alcançados nessa gestão. Nessa gestão a gente consulta e tira os projetos do papel. Isso faz diferença porque todos nós passamos a entender que fazemos parte do mesmo projeto. O mais importante é que nesse processo participativo a gente consegue o lastro social para que essas políticas públicas sejam da cidade, da sociedade. As pessoas não incorporam essas políticas como sendo delas se não participarem. E estamos fazendo um esforço grande para isso. Nós estamos zerando um déficit de planejamento para 30 anos. Estamos fazendo isso não com um planejamento de gabinete, mas com um planejamento no qual ouvimos a sociedade", explica Axel Grael.

A pesquisa pode ser respondida pelo aplicativo para celular Colab – plataforma já adotada pela Prefeitura que permite aos usuários fiscalizar e colaborar para a solução de problemas da cidade. A consulta pública foi desenvolvida em parceria com a empresa e os mais de 4,5 mil usuários de Niterói já cadastrados receberão convites para participar do planejamento.  Para utilizar a ferramenta digital, basta acessar o site colab.re/Niteroi, ou baixar o aplicativo em um smartphone (disponível para IOS e Android). Os moradores também podem participar pelo site www.participaniteroi.com.br e presencialmente nas plenárias e audiências públicas que estão sendo organizadas pela Prefeitura. A consulta ficará disponível até 21 de agosto.

A secretária de Planejamento, Modernização da Gestão e Controle, Giovanna Victer, explica que o PPA está integrado ao planejamento estratégico Niterói Que Queremos e que os cidadãos poderão opinar sobre as prioridades para a gestão em áreas como Saúde, Educação, Transportes e Saneamento, entre outros.

"Esse processo de consulta representa o compromisso do governo não só de ouvir a população, mas também de colocar em prática o que será sugerido pelos cidadãos. Estamos hoje aqui lançando o projeto de consulta à população, especialmente a juventude, para que digam como querem que Niterói esteja nos próximos quatro anos. A participação é o modo de governar desta gestão. Quando ouvimos à população, o governo é mais eficiente. Esse processo trata o cidadão na plenitude de sua cidadania", afirma a secretária, destacando que o PPA é uma ferramenta de planejamento que todo governo precisa elaborar no primeiro ano de mandato, a partir dos compromissos assumidos com a população.


Juventude – Pela primeira vez Niterói terá um Planejamento Participativo da Juventude, onde os jovens entre 15 e 29 anos poderão se manifestar sobre os projetos da Prefeitura em cada uma das áreas e regiões da cidade. A pesquisa para os jovens aborda assuntos como mobilidade, geração de emprego, cultura, esporte e terá um espaço livre para exposição de opiniões.

Além da consulta pelo aplicativo e site, os jovens poderão participar de maneira presencial nos fóruns de discussões regionais, que acontecerão ao longo dos meses de junho, julho e agosto, no Centro, na Zona Sul na Região Oceânica, na Zona Leste, em Pendotiba e na Zona Norte. A iniciativa será divulgada em escolas, universidades e locais de grande frequência de jovens, fomentando discussões.

“Além de manter o diálogo aberto, queremos estimular a participação do jovem na democracia e reforçar o sentimento de pertencimento dele. Após ouvir as opiniões, vamos elaborar um calendário de entregas baseado nas solicitações dos jovens niteroienses, com enfoque nas necessidades de cada região”, finaliza o coordenador de Políticas Públicas da Juventude, Robson Guimarães Filho, o Binho.

O lançamento da projeto de participação foi realizado na Biblioteca Parque de Niterói, com a presença de secretários municipais, da primeira dama do município, Fernanda Sixel, de lideranças comunitárias e de representantes da sociedade civil.