Outubro Rosa: Unidade Básica da Engenhoca promove palestra sobre alimentos funcionais Imprimir

04/10/2017 – Como parte da programação do Outubro Rosa, a Fundação Municipal de Saúde (FMS), com o apoio dos comerciantes da Engenhoca, apresentou em sua Unidade Básica de Saúde uma oficina sobre alimentos funcionais que ajudam na prevenção do câncer.

 

Na palestra, a nutricionista Maria Luiza Proetti explicou que os alimentos funcionais além de fornecer as funções nutricionais básicas, produzem efeitos benéficos. Alguns de alimentos citados foram: o abacate por ser rico de ômega 3; a couve por seu caráter antibacteriano, ajuda a combater o câncer; o espinafre ajuda na eliminação de toxinas corporais; além do limão e da ameixa que realizam uma faxina no corpo.

“Quando cuidamos da alimentação, estamos favorecendo nossas células. A nutrição é cuidar do corpo como um todo”, destaca.

Ela acrescentou que o consumo frequente de água e a prática de atividade física, como as que oferecerem os grupos Bem Vividos (da Policlínica da Engenhoca) e do Projeto Gugu (Praia de Icaraí e em outras localidades de Niterói) são essenciais.

“Muitas mulheres quando começaram a trabalhar fora de casa, mantiveram as funções de cuidar da casa e do marido. Sendo assim, muitas delas optam para a alimentação mais imediata, que são os alimentos muito processados, em contrapartida das verduras e legumes naturais”, analisa a diretora da unidade, Adriana Cristina Lima.

Na questão do câncer de mama, a mulher deve fazer o autoexame. Mesmo sem alterações, é importante se consultar regularmente com um médico. “Muitas mulheres só descobrem o câncer quando o nódulo está avançado”, ressalta Adriana.

Silvia Maria de Assis, de 52 anos, técnica de enfermagem e de contabilidade, e Rosa Lucia, de 60 anos, cuidadora de idosos, elogiaram a palestra e o atendimento na unidade. As duas participantes disseram que já se alimentavam saudavelmente, mas que a palestra foi importante para ressaltar esse cuidado, até porque a primeira tem alergia ao chocolate, enquanto a outra afirma que não costuma comer doces, preferindo sempre as frutas.