Agentes do Niterói Presente efetuam duas prisões e recuperam veículo Imprimir

25/07/2018 – O programa Niterói Presente encerrou a tarde desta quarta-feira (25) com duas prisões e a recuperação de um veículo roubado. As ações aconteceram em Icaraí, Santa Rosa e no Centro de Niterói. Em todos os casos, os detidos tinham passagem pela polícia ou eram evadidos do sistema penal. Já chega a 86 o número de mandados expedidos desde a implantação do programa, há sete meses.

A primeira prisão foi de um homem acusado de praticar roubos em Icaraí e Santa Rosa. O Centro Integrado de Segurança (Cisp) investigou e identificou o suspeito através de câmeras de monitoramento e deu o alerta para guardas municipais e agentes do Niterói Presente. O homem tinha 17 passagens pela polícia por roubo, e foi identificado pelas vítimas na delegacia. A Justiça já expediu mandado para que permaneça preso.

Outra prisão foi feita pela equipe do Centro. Durante o patrulhamento, os policiais desconfiaram da atitude de um homem na Avenida Visconde do Rio Branco e o abordaram. Ao levantarem a ficha, constataram que o homem era evadido do sistema penal, onde cumpria pena por roubo. Ele foi levado para a 76ª DP (Centro).

Em Santa Rosa, os agentes recuperaram um carro da marca Honda, na cor cinza, roubado. O veículo estava parado e avariado. Ao fazer a checagem da placa do carro, a equipe constatou o roubo e o registro foi feito na 77ª DP (Icaraí). Já foram 17 carros recuperados desde a implantação do programa.

Também em Icaraí, um homem em atitude suspeita foi detido para averiguação e levado para a 77ª DP (Icaraí).

Programa – O Niterói Presente, uma parceria da Prefeitura de Niterói com a Polícia Militar, começou a funcionar na cidade no dia 15 de dezembro no bairro de Icaraí. Foi estendido em seguida para o Centro, Santa Rosa e Jardim Icaraí. Nesses locais, os agentes trabalham sempre em dois turnos, das 6h30 às 22h, em grupos formados por dois policiais miliares e um agente civil de segurança. O investimento da Prefeitura de Niterói no programa é de R$ 25 milhões por ano.

O programa faz parte de um pacote de ações da administração municipal em apoio às forças de segurança do Governo do Estado e segue os moldes do Segurança Presente, implantado em bairros do Rio de Janeiro.